Como escolho os livros que leio

Para finalizar o maratone-se deste mês de outubro, os livros que eu escolho para ler depende muito do meu estado de espírito e da minha disposição pra leitura. Há dias que eu faço questão de ler algo grande e robusto, livros de trezentas páginas adiante, outros dias eu sinto imensa vontade de ler algo fino e gostoso, coisas menores como poesia. Existem certos períodos que eu encaixo minhas leituras de acordo com o gênero literário que eu esteja escrevendo. Quando estou muito na fissura de ler, vou até a biblioteca da faculdade e pego de três a quatro livros diferentes, porém, fielmente, sempre pego no minimo duas obras sobre psicologia.   Continue lendo “Como escolho os livros que leio”

Anúncios

Se eu pudesse escolher viver em um livro

Não faço ideia. Não há nada em específico por mais que eu já tenha lido uma quantidade razoável de livros nesses vinte e sete anos. Mas uma coisa eu tenho certeza, jamais iria querer viver em um livro de fábulas ou infantil.

Continue lendo “Se eu pudesse escolher viver em um livro”

Minhas manias literárias

Bancos que escorregam e gente que passa apressada. Quente ou frio, é preciso ingerir algo que encharque o cérebro. Cérebro, se flutua com fumaça a mim melhor produzo. Às vezes produzo muito, coisa de oito poemas para oito garotas diferentes.

Continue lendo “Minhas manias literárias”

Os livros que abandonei

O corpo se move em direção as fileiras menores e os olhos tateiam os títulos até que as retinas cocem. A língua tem que chamuscar alguma coisa, ou então, tem de salivar como um cão ao avistar uma tigela de sobras do almoço. Estaticamente, por milésimos de frações uma única e simples frase terá de ser convincente o suficiente para que eu não vá embora. Abandonos prévios antes que as páginas se acabem, antes que os personagens virem mártires, antes que meu esôfago se embrulhe em matéria pasteurizada e eu tenha de vomitar outra obra jamais iniciada.  Continue lendo “Os livros que abandonei”

Qual meu gênero literário favorito

Depende se sou eu quem escreve ou se sou eu quem lê. Certos dias eu me encontro no meio da rua, com o semáforo aberto e fico ali, um puta tempão ou até os carros-motos buzinarem.

Fico ali, observando tudo. Inclusive observo até o cheiro que o perfume das moças colegiadas e dos homens peões de obras possuem. Continue lendo “Qual meu gênero literário favorito”

Resenha | A garçonete e o publicitário

Título: A garçonete e o publicitário

Autor: Angelo Asson

* Impróprio para menores

Eu trazia uma pequena porção de dor no útero quando decidi encostar minha coluna de forma meio torta nos assentos que ficam acima dos trilhos, rumo a localização: São Joaquim. Eram 16:24 quando toquei na expessura do pequeno livreto de, Angelo Asson.

Continue lendo “Resenha | A garçonete e o publicitário”

Como organizo a minha estante

Na parte superior o santuário Bukowskiano, formado pela coleção quase completa das obras de Charles Bukowski. Este santuário conta com a presença de três garrafas de cerveja importada, uma xícara do Buk, um cantil para ingestão de bebidas alcoólicas e um mini bordado do Buk bebericando algo.

Continue lendo “Como organizo a minha estante”

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: