Jantar de despedida

Botei Mozart.

Tinto suave de mesa; fino.

A berinjela

A salada fria de aspargos

(romantizei no som e no vinho.)

Era um bom inicio

Para um breve fim.

Pratos solteiros

Para um casal carente

Olhando os talheres e as taças

Sem saber pôr a mesa as palavras

Os sentimentos

E os arrependimentos vazios.

Anúncios

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: