Volta às aulas

O útero se esvai em gotas quentes enquanto uma maré de dores transa com minha personalidade. Raiva é tudo o que sinto, angustia é tudo o que sinto, solidão é meu segundo nome agora.

O espelho me chama, mas eu o ignoro. Hoje não. Imagina… Logo eu, num dos meus dias de extrema derrota. Estou feia, acabada, desvalorizada, louca para ceder ao desencanto da vida.  

O dia tem raios azuis que jorram do céu. A temperatura esta na casa dos 20ºC. As janelas estão fechadas. As portas estão fechadas. A varanda esta semiaberta. Frio. Meus pés se descolorem e meus braços estão acinzentados. Muito ar gelado.

O tédio por duas horas. Procuras, cliques, anúncios, vagas, oferta, oportunidade, emprego, emprego, emprego… Cadê você sacana filho de uma puta? Tédio. Mouse rola pra cima, desce pra baixo, clique, enviada com sucesso, boa sorte Maria.

O banho escaldante às três da tarde. Minha toalha branca do Corinthians manchada de vermelho sangue. Hoje não é um bom dia. Quando você está limpa por fora, mas morta por dentro, não há como o dia acabar bem. Não companheiros, não há.

Segunda-feira. Faculdade. Aula de ética. Nova turma. Nova grade curricular. Nova estrutura predial. Novos rostos. Novas escolhas. Novas garotas. Novas aprendizagens. Novas catracas. Novas câmeras. Novos olhares. Novas paredes.

Sento nas janelas. Observo as vidas. Conto a quantidade de smartphones. Tento recontar os sorrisos e a troca de olhares. Não há números estatísticos. Não há nada a se contar. Música melancólica nos ouvidos. Diabo sapateando tango em mim.

Subo para o bar. Passo pelo meio dos jovens de gravatas no pescoço, copos com líquidos amarelos e cigarros com substancias verde. Carros de policia transitando sorridentes em meio à massa jovem, com os pais no bolso e a pressa no coração.

Subo uma cadeira ao ar. A mesa cheia. Dez colegas de sala. Cerveja a rodo, porção de fritas. Americanos com ovo mole. Espiritismo. Budismo. Demissão dos professores. Matéria online. Mais um Bukowski. Minha namorada bêbada.

Sim, comi arroz com frango no ônibus da linha 715M-10. Lgo. Da Pólvora às 22:35 pela primeira vez. Minha musa Carolina achou cinquenta reais num vagão de trem. Minha ex-namorada parou de falar comigo porque voltei com minha outra ex. Dormir.

Anúncios

6 comentários em “Volta às aulas

Adicione o seu

  1. Hoje a realidade me deixou em suspenso… mesa de café, meu canto de mundo. Esquecimento de tudo. Tem dias que não quero olhares em mim. Quero ser a pessoa que se tranca dentro da pele e não oferece chaves para essa porta trancada. E ao ler-te agora, troquei de pele. rá

    Ps. ainda estuda na Liberdade?rs

    Curtir

    1. Hoje eu pensei na prisão que vivemos e na liberdade do que nunca fomos. A grande questão é os grilhões invisíveis, daqueles com bolas de ferro e tudo. A gente arrasta por aí como arrastamos um tornozelo quebrado e no final nem nos damos conta de que todos os ossos estão intactos.

      PS: Sim, ainda estou estudando por lá. Café? Kkkk

      Curtir

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: