PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | JUNHO

Junho chega e é inverno. Neste exato momento avisto o céu cinza da janela do 9º andar. Minha garrafa de vinho de 2 litros só tem mais uma pequena taça e a cerveja que abri para fazer meu desjejum acabou. Meus cabelos estão ensopados e minha cueca está com o elástico frouxo… Olá junho, como vai você?

IMG_3274

Estudantes de Serviço Social se reúnem em assembléia na frente do prédio FMU na Liberdade. Eu, fotografo. Apesar do clima frio a temperatura era extremamente quente. Discutimos sobre a precariedade do ensino e o sucateamento da educação, expusemos nossas demandas profissionais uma vez que estamos em maturação como futuros assistentes sociais e ainda pusermos em pauta o racismo institucional e estrutural nosso de cada dia. Eu como mulher negra e futura Assistente Social, me faço presente na luta e resistência por uma educação que não seja desestruturada e que faça com que eu me torne um ser humano mais crítico e questionador para lutar diariamente até a morte contra o sistema que me vela, que me diminui e que me mata um pouco a cada dia.

IMG_3466

Marcha da maconha 2018. Crianças marcham como zumbis, por entre as pernas de uma determinada classe social. Os olhos não veem os zumbis passando e as vidas são tragadas, inaladas pulmão a dentro. As cores nós sabemos quais são… Não tem verde nem amarelo, tem preto e branco e um muro. Crianças marcham como zumbis, por entre as pernas de uma determinada classe social.

IMG_3481

Fora daqui eu não posso fumar maconha numa boa como uma pessoa branca normalmente faz! Enquanto acontece a marcha da maconha no maior centro econômico da cidade de São Paulo, pessoas negras estão morrendo nas periferias por causa da guerra as drogas. Eu nunca vou poder ser tachada como usuária porque eu sou negra. Eu nunca vou poder andar pela Paulista num dia da semana fumando numa boa como uma pessoa branca faz todo santo dia por aqui. Eu nunca vou poder militar a favor da legalização sem ser rotulada. O negro nunca vai poder sair da favela e transitar pelos espaços públicos livremente sem ser denominado como traficante. Estamos em ano eleitoral e tudo o que a mídia quer é que sigamos sendo alienados e nos subjugamos aos poderes dos grandes empresários e que fiquemos presos eternamente nas algemas do capitalismo. É preciso que se faça uma dialética diária e pergunte aos ignorantes: O QUE É DROGA?

IMG_3786

Caminhada de mulheres lésbicas e bissexuais: “Somos Marielle: Contra a criminalização da pobreza, o genocídio e a intervenção militar”.

Caminho em passos curtos para acompanhar minhas companheiras. Serro os pulsos e grito a plenos pulmões, MARIELLE PRESENTE!

IMG_3775

Este ano não compareci a parada do orgulho LGBTQ+ pois há tempos a mesma vem invisibilizando a luta. A militância ficou fragmentada e foi transformada num palco com carros alegóricos, pessoas alcoolizadas e balões coloridos. Claro, é uma delicia poder sair do armário escuro e úmido que ficamos trancafiados a anos, é obvio que é uma delicia poder ser quem você realmente é ao menos uma vez no ano, sem máscaras, sem uniforme, sem medo e com um sorriso que não cabe no rosto. Mas e depois, o que nos resta? A subjugação as imposições sociais? Voltar para as sombras e camuflarmos nossos sorrisos? Até aonde nós homossexuais podemos ir de encontro a liberdade? Quem de fato podemos amar sem que nos digam que queimaremos no inferno? A luta é diária e constante. A humanidade caminha em passos curtos marchando ao som do retrocesso. Quando você pensa que não, no meio da caminha de lésbicas e bissexuais pessoas erguem suas faixas e placas pedindo a volta da intervenção militar. Então me diz, até que ponto podemos seguir escrevendo nossa própria história?

IMG_2596

Enfim, pra não dizer que não falei do óbvio, encerro estas linhas aqui presentes com esta maravilhosa vista do Pico Agudo em Santo Antonio do Pinhal. Por que nem só de luta uma mulher, negra, pobre e lésbica vive, às vezes eu também me dou a opção do descanso emaranhado com a paz que a natureza nos permite.


PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | JUNHO

EDITORA: SCENARIUM PLURAL

PARTICIPAM DESTE PROJETO: Lunna GuedesMariana GouveiaObdúlio Nunes Ortega

Anúncios

5 comentários em “PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | JUNHO

Adicione o seu

  1. Eu não fui a ‘parada gay’ por esse motivo, não vejo como luta-debate-diálogo o que acontece na Paulista, parece um carnaval com trem elétrico e gente a fazer uma falsa festa. Não me agrada, não vou, prefiro participar de outros movimentos em paralelo, que acontecem por aí.
    Ah, adorei as fotos e todo o diálogo a partir do seu olhar, vou passar um bom punhado de horas a refletir…
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: