PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | PASSOS

A cada passo dado o solado se desfaz deixando os pés próximos demais do asfalto quente que a cidade proporciona. Eu não sou muito de caminhadas, bem às vezes eu me ponho a explorar algumas vielas, algumas ruas não muito habitadas. Tenho uma certa fobia de pessoas e de lugares cheios, me da coisas sinistras e minha mente entra em pane, falta o ar… Eu prefiro mesmo dar passos largos sentada em cima de bancos de plástico, observando a humanidade da janela enquanto ouço uma música triste e choro desenfreadamente. Porém, quando eu me arrisco a por os pés ao solo, sempre trago uma crônica nova para casa. 

IMG_6557-2.jpg

Era sábado. Fazia sol. Dia de fotografar um cliente. Eu tinha apenas um lenço de bolso, uma aliança super apertada no dedo, uma mochila pesada com equipamento fotográfico e sede de álcool, muita sede.

IMG_6566-2.jpg

Me escoro em muros coloridos olhando para as pessoas que esboçam sorrisos entediantes enquanto mastigam pastel de feijoada. Crianças suplicam aos seus pais para lhe comprarem macacões felpudos de coelho numa temperatura de 33º graus Celsius. Se olharem bem, poderão observar minha singela cicatriz saindo para fora de meu All Star branco de cano alto. No sol, ela queima e arde como mordida de marimbondo.

IMG_6579-2.jpg

E os discos de vinil? Quando eu era uns 20 anos mais jovem, minha madrinha tinha uma vitrola em sua casa localizada no Jardim de Abril, Osasco. Eu costumava ir para lá nos finais de semana só para ouvir o disco da Xuxa ao contrário e verificar se realmente ela tinha feito um pacto macabro com o capeta. E sim, o pacto foi firmado.

IMG_6590-2

O fôlego sempre me falta ao chegar no topo de alguma coisa. Sou tão sedentária e procrastinadora. Porém, gosto de pensar que os degraus são caminhos para um eterno paraíso que ninguém mais poderá adentrar além de mim. E isso me deixa confortável, uma vez que tenho o anseio de ficar sozinha em algo consideravelmente grande, para sempre.IMG_6585-2

Duas mulheres mais adiante. Carolina bem atrás de mim acompanhando meus passos. Rumos perdidos na direção das cores. Há alguns instantes atrás falávamos sobre a falta de afeto dos seres humanos como empecilho para perspectivas de um novo mundo e coincidentemente, pisei em degraus que traziam a palavra: carinho, em cores claras.

IMG_6631-2

E no final de alguma coisa, sempre a arte me acompanha. Seja em cores ou em preto e branco. Seja no sol infernal ou nos dias de cinzura extrema. Sempre algo vira poema, crônica, conto, carta, fotografia, pensamento em nuvem ou até mesmo, conversas paralelas com desconhecidos enquanto dividimos um olhar mais aguçado ou mesmo um sorriso melancólico e extremamente triste. A vida tem dessas coisas né? A vida sempre imita a arte em tudo… Ou seria ao contrário???


PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | PASSOS

EDITORA: SCENARIUM PLURAL

PARTICIPAM DESTE PROJETO: Lunna GuedesObdúlio Nunes OrtegaMariana GouveiaMari de CastroCilene Mansini

 

Anúncios

4 comentários em “PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | PASSOS

Adicione o seu

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: